O patrimônio cultural imaterial no país de Viollet-le –Duc Sucesso e insucessos da Convenção da UNESCO para a salvaguarda do patrimônio cultural imaterial
Revista Memória em Rede, Pelotas, v.2, n.4, dez.2010 / mar. 2011 – ISSN- 2177-4129
Christian Hottin

.

Resumo

Como em vários países da Europa, as políticas patrimoniais na França estão marcadas pela anterioridade e preeminência do patrimônio imaterial. A aplicação da Convenção da UNESCO para a salvaguarda do patrimônio cultural imaterial coloca, nesse contexto, diversos problemas que são analisados nesse artigo. Qual administração se encarregará dessa nova política ? Quais comunidades identificar em um país marcado pela tradição do Estado Nação?Como elaborar projetos de candidaturas considerando que os procedimentos estabelecidos pela Unesco  parecem em constante evolução? Quatro anos após a ratificação, a política do patrimônio se implanta progressivamente na França : ela possui a aceitação de comunidades e coletividades e a atenção crítica dos pesquisadores mas convive ainda com as reticências da administração cultural. Palavras-chave : França, Patrimônio Cultural Imaterial (PCI), politica cultural, etnologia.

A lire: